Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Por Carmen Saraiva

foto do autor


Contacto

cmsaraivasantos@gmail.com

100 páginas no Instagram

@carmensaraivasantos

calendário

Julho 2013

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031


Pesquisar entre as páginas

 


Ir ao ginásio (des)cansa-me

Terça-feira, 23.07.13

É hábito recente, mas que tem dado frutos. Sempre pratiquei desporto, não nas aulas de educação física da escola (para essas aproveitava toda e qualquer desculpa para me baldar), mas em locais com as mínimas condições e onde pudesse dedicar-me a qualquer coisa que me agradasse mesmo. Ele foi ginástica, ele foi equitação, patinagem, hip hop, step, dança, o importante era que gostasse. Depois veio a faculdade e os dias não esticavam. A preguiça não me deixava sair de casa ao fim de semana, a única altura em que tinha algum tempo livre para mexer o rabo, que por esta altura já estava muitas horas sentado. Mais tarde veio a rotina do trabalho - ainda pior. Contas feitas: cerca de dez anos sem praticar desporto com regularidade. Houve algumas tentativas falhadas pelo meio, mas acabava sempre por deitar a toalha ao chão ao fim de meia dúzia de aulas. Era oficial: as banhas instalavam-se a pouco e pouco, crentes de que isto não era mulher que fosse capaz de lhes fazer frente, e não havia dieta nem creme que as exterminasse. Mas quando uma pessoa chega aos 30 começa a pensar não no lado estético da coisa (apesar de ser muitíssimo importante e um excelente bónus), mas na saúde. Que a "máquina" tem de continuar oleada e operacional pelo menos por mais 50 anos, queira Deus, e sem manutenção não há milagres - o mais provavel é que se nos empane pelo caminho. E isso foi o principal motivo que me convenceu a retomar o "levantamento de pesos". Desde há cerca de quatro meses que faço um treino completo de duas horas, duas ou três vezes por semana (sim, vamos com calma!), e sinto-me muito melhor, física e psicologicamente. O espaço é pequeno e tem geralmente pouca gente, pelo menos às horas que costumo ir, o que para mim é fundamental. Detesto aqueles ginásios cheios de bronzes falsos, testosterona e pessoal a levantar 200 quilos, que intimidam qualquer caloira como eu. O staff é gente muito querida e que sempre me tratou pelo nome (assim até parece que já lá ando há muuuuuitos anos), acompanham e sabem motivar, o que acho indispensável para haver continuidade do trabalho. Talvez tenha sido a ausência destes fatores a causa das minhas anteriores desistências. Quando uma pessoa se sente bem-vinda, parece que o exercício nem custa tanto, até porque já deixei de estar obcecada pela perda de peso e penso antes em todos os outros benefícios que vêm por acréscimo. Magra nunca fui nem serei, mas saudável é essencial.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Carmen Saraiva

A última longa metragem

Terça-feira, 23.07.13

 

Vi recentemente este último filme de Will Smith, agora nos cinemas, "After Earth". Adorei a prestação do clã Smith, e acho que o miúdo só podia ter mesmo a quem sair. Relativamente à história, ou criei demasiada expetativa ou deixou um bocadinho a desejar. Nunca fui grande fã de filmes a roçar a ficção científica e gosto sempre do lado mais realista das histórias, o que aqui simplesmente não existe, mas quando vi o "I Am Legend" gostei imenso e pensei que este fosse pelo mesmo caminho. No entanto, não tendo ficado desiludida, não saí do cinema com aquela sensação que se tem quando se é arrebatado pela história, pelo desempenho dos atores e pela fotografia (que é excelente, by the way). Gostei, mas estava à espera de mais.

Além disso, passei o tempo todo a olhar para o Jaden Smith e a pensar, "Oh meu Deus, este é o mesmo miúdo do "The Pursuit of Happyness"? Estou a ficar velha. Esse filme que, aliás, não cheguei a ver no cinema e só vi mais tarde em casa, deixou-me quase à beira da depressão, não fosse no final o homenzinho lá conseguir o ambicionado emprego, e mais tarde o merecido sucesso no mundo empresarial. Mas pronto, enquanto uma pessoa não sabe o que vai acontecer, é tanta desgraça seguida ao longo daquelas duas horas que só me apetecia pegar no Will Smith ao colo e dar-lhe miminhos. E o pior é que é uma história real (ok, terá alguns bocadinhos de ficção, claro, ou não fosse um filme norte-americano), ou seja, ainda nos toca mais.

A boa notícia é que com a ascenção de Jaden Smith já sabemos que haverá justo substituto quando daqui a algumas décadas o pai quiser pedir a reforma e mudar-se para um condomínio privado na Florida, daqueles onde o maior perigo é morrer-se atropelado por um carrinho conduzido por alguém com mais de 90 anos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Marcadores:

por Carmen Saraiva

O segredo (de quem vai de viagem)

Terça-feira, 23.07.13

Foi anunciado na semana passada que está para breve a abertura da primeira loja Victoria's Secret em Portugal. A última vez que estive numa foi em Macau, em outubro do ano passado, e adorei tudo. Antes disso penso que estive noutra em Nova Iorque, já há muitos anos. Mas fiquei desiludida por saber que será na zona de embarque no Aeroporto de Lisboa, ou seja, a não ser que se vá viajar não há direito a poder visitar sequer o espaço. Tendo em conta que ainda é o único em Portugal, terá sido assim tão boa ideia limitar o acesso à loja? Ou haverá outra forma de lá poder entrar? (O que duvido muito...) Para quem não faz tenções de ir de férias (ou em viagem de trabalho) tão cedo, resta fazer encomendas aos amigos que passem pela tax free zone nos próximos tempos. (Anyone...?)

Autoria e outros dados (tags, etc)

Marcadores:

por Carmen Saraiva


Em poucas palavras



O que preenche as páginas


subscrever feeds