Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Por Carmen Saraiva

foto do autor


Contacto

cmsaraivasantos@gmail.com

100 páginas no Instagram

@carmensaraivasantos

100 páginas no Facebook


calendário

Setembro 2014

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930


Pesquisar entre as páginas

 


Regressar... e entrar em depressão

Quinta-feira, 11.09.14

Pronto, não basta terem-se acabado as férias, ainda tinhamos de levar com este tempo de outono antecipado. É verdade que ainda deve vir calorzinho bom, mas esta chuva é deprimente. Ainda por cima está calor, como tal não sabemos o que havemos de vestir e calçar. Sempre me lembro de usar manga curta no meu aniversário (15 de outubro), por isso calculo que isto seja chuva de pouca dura, mas ainda assim não "habia nexexidade".

Quanto às férias, não podiam ter sido melhores. Porto Santo é lindo, um santuário para quem adora praia e atividades ao ar livre. Vi praias lindíssimas, como até hoje só tinha visto em Omã, na Tailândia e em Cabo Verde e, o melhor de tudo, com meia dúzia de pessoas. Um sossego, um segredo português aparentemente (ainda) bem guardado. O Pestana Porto Santo, onde ficámos, é um all inclusive de 5* que se revelou uma boa surpresa em termos da simpatia do staff. As instalações do resort também eram muito boas, e o sistema all inclusive é realmente um descanso. Durante uma semana não pegámos praticamente na carteira, a não ser quando fomos à vila Baleira. Ainda não descarreguei as fotos, mas depois vou partilhar as mais giras, com paisagens de cortar a respiração.

A Margarida portou-se lindamente, adorou tudo, a praia, a piscina, os passeios e o sotaque madeirense - que quase me fez ter vontade de recorrer a um intérprete, sobretudo quando falavam mais depressa. E depois ter de fingir que percebemos tudo, para não sermos indelicados, e abanar a cabeça com um "Pois... Aham...", e não saber o que responder, porque não percebemos o que disseram. Ainda nos fartámos de rir algumas vezes à conta disso.

Como se não bastasse, a Margarida ainda trouxe com ela um souvenir madeirense: os dois dentinhos da frente. Tanto tempo sem dentinhos, e agora vieram logo dois ao mesmo tempo. Mas quase nem dávamos por isso, já que ela não se queixou absolutamente nada, ao contrário da maioria dos bebés. Nem febre, nem birrinhas, nem noites mal dormidas, nada. A única coisa que pode ter sido um sintoma dos dentes foi não ter querido comer a sopa toda duas vezes enquanto lá estivemos, coisa que nunca tinha acontecido. Quanto à fruta, marchava toda, e mais houvesse. Quando os dentinhos estão para sair, normalmente só querem coisas frias, e as quentes evitam... Mas fora isso, nada de nada. Minha rica filha. Só pode mesmo ser a reencarnação da Madre Teresa de Calcutá.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Marcadores:

por Carmen Saraiva

2 comentários

De Life Inc a 12.09.2014 às 10:22

Eu acho sempre que durante as férias é quando se desenvolvem mais... noto isso na minha :) Que boas férias!

xoxo
cindy

De Carmen Saraiva a 12.09.2014 às 10:30

É verdade Cindy, parece que veio mais esperta, mais vivaça!... Foram os bons ares! :D hehe
beijinhos!!

Comentar post



Em poucas palavras



O que preenche as páginas


Folhearam as 100 páginas


Subscrever as 100 páginas